quinta-feira, 8 de abril de 2010 | By: Cainan
Pra que sofrer com despedida
Talvez verei mudar por toda minha vida
Talvez seja só uma bebida
Não será uma rua sem saída

naquela vida incompreendida
sigo e paro na estrada
bebendo a sede que amarga
numa esquina deprimida

Naquela despedida
hoje houve uma saída
uma saída de motel
uma saída d’um bordel

Um comentário:

mariana disse...

kkkkkkkkkkk
gostei
da reportagem os poemas tao massa
hauhsuss

e noixx

Postar um comentário